<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7542969\x26blogName\x3dRecorda%C3%A7%C3%B5es:+segredos+de+um+porvir\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://segredosdeumporvir.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://segredosdeumporvir.blogspot.com/\x26vt\x3d-560577301979177114', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Recordações: segredos de um porvir

São muitas as recordações, as que irei esquecer, e as que nunca hei-de lembrar. Como uma árvore e as suas folhas. Fecho os olhos. E, em segredo, relembro aquelas que, num outono, hão-de cair.

  • folhas de outras árvores

  • folhas no chão

    outros ramos

    soundtrack to your escape

    isto dá que pensar...

    Riqueza e Pobreza

    "Um dia um pai de família rica levou o seu filho a viajar pelo interiror com o firme propósito de lhe mostrar quanto as pessoas podem ser pobres. Eles passaram um dia e uma noite na fazenda de uma família muito pobre. Quando retornaram da viagem, o pai perguntou ao filho:
    - Como foi a viagem?
    - Muito boa Pai!, respondeu ele.
    - Viste como podem ser as pessoas pobres?, perguntou o pai.
    - Sim.
    - E o que aprendeste?
    E o filho respondeu:
    - Eu vi que nós temos um cachorro em casa; eles têm vários. Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim; eles têm um riacho que não tem fim. Nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz; eles têm as estrelas e a Lua. Nosso quintal vai até ao portão de entrada; eles têm uma floresta inteira.

    Quando o filho estava a acabar de responder, acrescentou ainda:
    - Obrigado, pai, por me mostrar o quanto pobres nós somos!"

    Tudo o que temos depende da maneira como olhamos para as coisas. Se temos amor, amigos, saúde, bom humor e atitudes positivas para com a vida, temos tudo!
    Se somos pobres de espírito, não temos nada.

    Conheci uma pessoa que era tão pobre, mas tão pobre, que tinha dinheiro.

    You can leave your response or bookmark this post to del.icio.us by using the links below.
    Comment | Bookmark | Go to end
    • Blogger Mãozinhas says so:
      1:42 da tarde  

      Sim senhor, com que então o nino tinha feito um blog e só agora é que comunica...?! Sinceramente esta coisa de fazer blogs não é assim tão fácil como parece, temos que estar sujeitos a criticas e, de certas forma, acabamos exactamente por estar demasiado expostos a elas...Surpreendeste-me não só por alinhares nete desafio que é construir um blog (iua.. ;P) mas também pelo conteúdo em si... Muito interessante (para já... :P)não só pla "curiosidade matemática" mas também pla critica aos programas televisivos, que são, de facto, deploráveis! Mas, la está, tudo isto gira em torno do "FAZER DINHEIRO" e contra isso... que podemos fazer?

      (Ma_Z0nA) top

    • Blogger Mãozinhas says so:
      4:44 da tarde  

      Oi!Pois... às vezes por não termos nada para fazer aparece as ideias mais interessantes... ainda bem que é assim. Porque deve ter sido por muitas distrações e sem tar nada que fazer que este mundo pula e avança.( E por isso é que existe os blogs lol, quem sabe se não foi assim que eles começaram?!!)
      A reflexão é sem dúvida dos pensamentos mais profundos e esta história "de quem é que é pobre" dá para reflectir... e a conclusão que chego é que as coisas mais belas neste mundo não tem preço e tem como base o mais puro e singelo.
      A Polegar top

    • Blogger Vicarious says so:
      9:16 da tarde  

      pois é, também resolvi aderir a este desafio dos blogs :) mas é aí também que está a piada dos blogs, é em estar exposto à(s) crítica(s)! exacto, gira em torno das audiências e do "fazer dinheiro", e a única coisa que se pode fazer é não ver!
      Concordo que as coisas mais belas não têm preço... ou têm "um preço" que qualquer pessoa pode fazer face! top