<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7542969\x26blogName\x3dRecorda%C3%A7%C3%B5es:+segredos+de+um+porvir\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://segredosdeumporvir.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://segredosdeumporvir.blogspot.com/\x26vt\x3d-560577301979177114', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Recordações: segredos de um porvir

São muitas as recordações, as que irei esquecer, e as que nunca hei-de lembrar. Como uma árvore e as suas folhas. Fecho os olhos. E, em segredo, relembro aquelas que, num outono, hão-de cair.

  • folhas de outras árvores

  • folhas no chão

    outros ramos

    soundtrack to your escape

    alguém apanhou as minhas uvas, enquanto eu as deixava amadurecer (?...)

    nostalgia

    ----------------------------------------------------------------------------------
    substantivo feminino
    sentimento de tristeza motivado por profunda saudade (...).
    (Do gr. nóstos, «regresso» +algos, «dor», pelo fr. nostalgie, «id.»)

    © Copyright 2003-2004, Porto Editora.

    O processo de trazer à memória emoções que sentimos num presente que não é aquele em que as trazemos, o processo de recordar, a nostalgia e a saudade, não deviam ser sentimentos sinónimos associados à tristeza...
    Sentimos tristeza porque, ao relembrar, ficamos com consciência que no momento em que lembramos não nos é possível ser protagonista de uma qualquer acção (semelhante à que lembramos) que nesse presente momento despoletasse em nós sentimentos de felicidade, que mais tarde estariam acessíveis para podermos trazer para o presente, como lembranças; de outro modo, não recordaríamos, "actuaríamos". Isto provoca-nos tristeza, é certo, especialmente quando relembramos emoções que nos deixaram felizes.
    Mas, se ao relembrar emoções que nos deixaram tristes (o que é raro que aconteça) ficamos igualmente tristes, relembrar emoções que nos deixaram felizes devia deixar-nos, igualmente, felizes (o que é ainda mais raro).
    É possível. Basta para isso, no momento em que recordamos, não ficar tristes porque apenas recordamos, mas ficar felizes porque temos essas recordações que podemos recordar, que nos dizem que naquele momento o fomos. E sabermos que fomos felizes, não significa, necessariamente, que nessa altura em que recordamos não o sejamos.

    Mas saber no presente que fomos felizes no passado, apesar de não ser sinónimo de que já não somos, também não é suficiente para nos deixar felizes nesse presente...

    (e isto tudo faz-me lembrar a história da raposa que, porque não consegue chegar às uvas, diz para ela mesma que estão verdes e não vale a pena apanhá-las, deixando-as amadurecer; isto é, se nenhuma mais alta as apanhar antes delas estarem maduras.)

    You can leave your response or bookmark this post to del.icio.us by using the links below.
    Comment | Bookmark | Go to end
    • Blogger Mãozinhas says so:
      9:55 da tarde  

      Exactamente... reflexão interessante...
      A recordação por vezes, é a única coisa que nos resta e e é ela a responsável de continuar e seguir em frente.
      Aliás nós chegando ao fim, só veremos um conjunto de recordações até onde a memória permitir.

      A Polegar top

    • Blogger Mónica says so:
      11:36 da tarde  

      Ha muito tempo k nao te vinha visitar,aproveito para ler tudo o k ficou em atraso.Bom natal cheio de coisas boas,beijokas*** top